Na língua portuguesa, todas as palavras de mais de uma sílaba têm uma delas pronunciada de modo mais acentuado – ou mais “forte” – do que as demais. Isso é o que determina a tonicidade das palavras.

A gramática classifica as palavras, de acordo com a sua tonicidade, em oxítonas, paroxítonas e proparoxítonas. Do ponto de vista da língua falada, todas as palavras apresentam uma sílaba tônica. Mas, na escrita, só algumas recebem acento gráfico.

A acentuação gráfica tem por objetivo identificar o timbre aberto ou fechado em algumas palavras.

O princípio geral em que se baseiam as regras de uso dos acentos gráficos é o de assinalar as palavras que fogem do padrão mais comum de tonicidade observado na língua falada.

Como identificar a sílaba tônica

As palavras oxítonas são palavras cuja sílaba tônica é a última, terminadas nas vogais –a, -e, – o, seguidas ou não de –s: pá, pés, pó, sofá, caratê, bebês, etc. Há também as oxítonas com mais de uma sílaba terminadas em –em, -ens: alguém, parabéns.

Já as palavras paroxítonas são palavras cuja sílaba tônica é a penúltima, como branco, preto, conheço, passos, álbum, etc.

E as proparoxítonas são palavras em que a sílaba tônica é a antepenúltima, como grima, cara, úmido, amássemos, otona, etc. (Que coincidência não, a palavra “oxítona” é proparoxítona)

Os acentos que utilizamos para identificar a sílaba tônica, no caso a sílaba mais forte, são o acento agudo e o acento circunflexo. O acento agudo é para as vogais abertas, exemplo café. E o acento circunflexo para as vogais fechadas, exemplo lê.

Porém, a classificação em oxítonas, paroxítonas e proparoxítonas só se aplica a palavras com duas ou mais sílabas. Para os monossílabos, a classificação é diferente: existem os monossílabos tônicos – pronunciados intensamente, e os monossílabos átonos – pronunciados sem força.

Tonica Silaba

Quando isolado, todo monossílabo se torna tônico. Por isso, para diferenciar os tônicos dos átonos ou vice – versa, é necessário pronunciá-los numa sequência de palavras.

É possível perceber com clareza a diferença na forma de pronunciar o monossílabo em cada frase. Exemplos: Vou pôr os pacotes ali. (tônico).

Vou seguir por ali. (átono). Querem que eu uma contribuição. (tônico). Precisam de colaboração. (átono).

Para fixar a posição correta das sílabas tônicas nos vocábulos, deve-se estudar a parte da Fonologia chamada Prosódia. Os erros de prosódia são chamados silabadas. Para evitar silabadas, deve-se atentar na correta acentuação tônica das palavras.

  • A pronúncia correta das palavras exige a perfeita emissão das vogais e grupos vocálicos, enunciando-os com nitidez, sem acrescentar nem omitir ou alterar fonemas, respeitando o timbre aberto ou fechado das vogais tônicas, exemplo: moleque (e não muleque), aleija (e não aléja), estouro (e não estoro), caranguejo (e não carangueijo), etc.
  • A articulação correta e nítida dos fonemas consonantais, exemplos: obter (e não obiter), decepção (e não decepição), absoluto (e não abissoluto), tóxico (e não tóchico), etc.
  • A correta acentuação tônica das palavras, exemplos: gratuito (e não gratuíto), ruim (e não rúim), condor (e não côndor), rubrica (e não rúbrica), etc.