O predicativo é um termo da oração, que, como diz o nome, se encontra no predicado. Sua função é dar uma qualidade ou uma característica ao sujeito ou ao objeto. Dessa forma, ele está relacionado ao tipo de verbo que aparece na sentença — o predicativo do sujeito diz respeito ao sujeito, e o predicativo do objeto, ao objeto.

Confira, neste post, as diferenças entre predicativo do sujeito e predicativo do objeto!

Predicativo do sujeito

O Predicativo do sujeito expressa uma característica do sujeito, indicando um estado, seja ele permanente, transitório, uma continuidade ou uma mudança.

Geralmente, aparecem em predicados nominais. Ou seja, quando há um verbo de ligação, que liga o sujeito a uma qualificação que lhe é dada, como: ser, estar, permanecer, ficar, encontrar-se, andar — neste caso, o PS é o núcleo do predicado.

Sua função pode ser exercida por substantivos, adjetivos, numerais, advérbios ou pronomes.

Por exemplo:

  • O mar estava agitado.

Sendo “agitado” (PS) um estado momentâneo, uma qualidade de “O mar” (sujeito).

  • Fumar é um vício.

“Vício” (PS) é um estado permanente de “Fumar” (sujeito).

Porém, também ocorre em predicados verbo-nominais, aqueles que possuem dois núcleos, com um verbo significativo (transitivo ou intransitivo) e um nome (predicativo do sujeito). Neste tipo de predicado, se diz sobre um fato e um estado do sujeito.

Por exemplo:

  • O trem chegou atrasado.

Repare que o verbo de ligação está implícito! Além disso, “atrasado” (PS) diz respeito ao “trem” (sujeito), assim como “chegou” (VI) diz sobre um acontecimento que envolve o sujeito.

Seria o equivalente a: O trem chegou. O trem estava atrasado.

  • Júlia dança contente.

“Contente” (PS) é estado transitório de “Júlia” (sujeito), e “dança” é um verbo de movimento, uma ação do sujeito.

Seria o equivalente: Júlia dança. Júlia está contente.

Para identificar bem o Predicativo do Sujeito, vale a pena considerar alguns pontos com cuidado:

Não o confunda com o objeto

O objeto é complemento verbal, serve para concluir a ideia de um verbo transitivo (verbos que expressam uma ação). Por outro lado, o PS vem acompanhado de um verbo de ligação.

Observe:

  • José fechou a porta.

“Fechou” é um verbo transitivo, indica uma ação, e a “porta” é seu objeto direto.

  • José ficou decepcionado.

“Ficou” é um verbo de ligação, indica um estado de transição de “José”, o sujeito. Já “decepcionado”, é o Predicativo do Sujeito.

Verbos que podem manifestar duas noções diferentes

Estes verbos podem manifestar tanto uma ação quanto um estado. É o caso de andar, por exemplo.

  • Mariana andou até a casa de sua avó.

“Andou”, neste caso, é um verbo significativo, expressa uma ação.

  • Mariana andava triste.

“Andava” se relaciona com uma característica de “Mariana” (sujeito). O verbo é de ligação, e “triste” é o PS.

Dica útil para reconhecer o Predicativo do Sujeito

Você quer identificar o Predicativo do Sujeito? Então, exclua o verbo de ligação da oração. Note se a sentença continuará a ter um sentido completo ou se falta um verbo para conectar o sujeito à sua característica.

  • Paulo está atrasado. / Paulo atrasado.

A função do verbo “está” é de simplesmente ligar o sujeito “Paulo” ao Predicativo do Sujeito “atrasado”.

Predicativo do objeto

Este predicativo informa algo sobre o objeto (na maioria das vezes, sobre o objeto direto). Pode ser tanto um substantivo quanto um adjetivo, e atribui uma característica, dentro do predicado verbo-nominal.

Por exemplo:

  • O juiz julgou o réu culpado.

O “réu” é objeto direto de “julgou” (VTD), e “culpado” é uma característica do objeto (PO). Atenção! “Culpado” não é uma qualidade do “sujeito” (juiz), e sim do objeto (réu).

  • O empresário nomeou o irmão gerente.

Aqui, “gerente” é Predicativo do Objeto do objeto direto “irmão” — “nomeou” é VTD.

  • Todos lhe chamavam ladrão.

Ladrão é PO do objeto indireto “lhe”, relacionando-se com o verbo transitivo indireto “chamavam”.

Exercícios

Agora que vimos as diferenças entre esses tipos de predicativos, vamos praticar?

1 – Nas orações abaixo, destaque o predicativo do sujeito:

a) Otelo estava furioso.

b) O jogador correu para a bola afoito.

c) Cheguei ofegante à porta da escola.

d) Os meninos esperavam inquietos o resultado do pedido.

e) As noites chegaram frias.

 

2 – Nas orações abaixo, destaque o predicativo do objeto:

a) Consideram neutra a posição do juiz.

b) A nota deixou triste a aluna.

c) A escolta levava o homem preso.

d) Sua atitude deixou o pobre homem feliz.

e) O ministro considerou baixa a inflação do mês.

 

Resolução:

1 – a) furioso

b) afoito

c) ofegante

d) inquietos

e) frias

 

2 – a) neutra

b) triste

c) preso

d) feliz (nota: pobre é adjunto adnominal de homem)

e) baixa

Então, agora que vimos as diferenças entre esses tipos de predicativos, não há mistério mais! A língua portuguesa tem suas minúcias, e é com a prática e muito estudo que conseguimos perceber suas particularidades.

Qual o predicativo da oração: Os alunos estudaram atentos para o concurso? Deixe sua resposta nos comentários!