Quando um concurseiro inicia sua trajetória, existe uma grande expectativa. Claro que todos querem passar e conquistar uma vida estável, mas e se não deu certo?

Para muita gente, a reprovação em concursos públicos é o fim da linha. Mas, para você, vamos contar um segredo: é exatamente este momento que define quem terá sucesso e quem vai ficar pelo caminho.

As provas de concurso não são fáceis mesmo, especialmente para quem está estudando para um cargo diferente de sua área de formação ou atuação — o que é muito comum. Elas exigem esforço, dedicação e o ingrediente mais importante: persistência.

Por isso, tire essa ideia de desistir da cabeça. Para ajudar você a dar o próximo passo, separamos algumas dicas valiosas. Vamos a elas?

Fique frustrado com a reprovação

Não, você não leu errado. É isso mesmo: fique frustrado. Permita-se ficar chateado, triste ou desanimado depois de receber a má notícia. Ninguém é de ferro e essa fase de “luto” também é importante.

Permita-se refletir, remoer, rever. Será que estou no caminho certo? Será que estou estudando da maneira certa? Para o cargo certo? Porém, estabeleça um prazo. Você pode, por exemplo, tirar uma semana de férias depois da reprovação para descansar, colocar os pensamentos no lugar e reunir forças novamente. Nada de pegar nos livros nessa fase!

Aprenda com a experiência

Pode parecer complicado no início, mas você não vai demorar para perceber que é você quem decide como encarar a reprovação em um concurso público. Ela é o ponto final ou apenas mais um degrau?

Se você está certo de sua opção por uma carreira pública, a reprovação certamente terá muito a ensinar. O que pode ter dado errado? Em que matérias você foi mal? O nervosismo atrapalhou na hora da prova? Se você parar para pensar, um plano frustrado é uma fonte infinita de inspiração para o próximo passo. Aproveite este momento para refazer seus planos.

Que tal testar estudar em grupo dessa vez? Deixar as aulas online e apostar nos livros ou testar novas formas de estudar? Ou, talvez, rever o seu material? Aqui no blog você também encontra ótimas dicas sobre como escolher o melhor material de estudos para você. Tente de novo, de forma mais inteligente.

Encare como uma nova formação

Todo curso de graduação tem quatro ou cinco anos. Os cursos técnicos giram em torno de dois anos, assim como as especializações. Ou seja, toda formação exige tempo. Por que com os concursos seria diferente? O período de estudos para um concurso é como uma nova graduação, especialmente para quem vai mudar de área.

Por isso, não se sinta mal por não ter conseguido da primeira, da segunda ou até da terceira vez. Dependendo do concurso, são necessárias muitas tentativas e bastante tempo entre elas. Concurso é um plano a longo prazo — e entender isso pode ajudar a diminuir a ansiedade e o sofrimento em caso de reprovação.

Aproveite este seu novo período de formação. Estude com calma, dê tempo ao tempo e a você mesmo.

Saiba que você não está sozinho

Procure sempre o apoio de familiares e amigos de sua confiança. Converse com eles, peça ajuda se precisar. Sempre há quem nos apoie com sinceridade e são essas pessoas que importam neste momento.

Além do apoio emocional de conhecidos, você também pode buscar inspiração em outros lugares. Se você gosta de ler, por exemplo, que tal conferir estes três livros que inspiram qualquer um a realizar seus sonhos? Outra boa prática é conversar com outros concurseiros que tenham passado por uma reprovação — eles são muitos, acredite. Você não está sozinho!

Recomece quantas vezes for necessário

Anote a dica: mais importante do que ter uma boa memória ou oito horas livres por dia para estudar, é ser persistente. Quem passa é quem persiste. Por isso, nunca desista de você e de seus sonhos. A fila está andando e a sua vez vai chegar!

E agora, que tal aplicar essas dicas para superar a reprovação em concursos públicos e começar a se preparar novamente? Comece com nossas dicas para melhorar a sua concentração e mãos à obra!